Mercados Municipais

 

A Prefeitura desenvolveu um programa de recuperação dos mercados municipais que mantém a tradição dos mercados populares em Salvador. O resultado alcançado com a recuperação de dez unidades, de um total de 14, se traduz no ordenamento do espaço público, mas, principalmente, na garantia das condições de higiene aos produtos comercializados, além de resgatar a tradição dos mercados municipais com o comércio de frutas, carnes, mariscos, peixes e das comidas tradicionais da culinária baiana.

 

 

 

Mercado Modelo – 2017

 

 

 

Localização: Bairro Comércio

Área: 3.069 m²

Status do Projeto: Concluído

Obra: Não iniciada

 

Descrição do projeto: O Projeto de Restauração e Requalificação do Mercado Modelo está ancorado, fundamentalmente, em três aspectos: a arquitetura da edificação - construída em estilo neoclássico na segunda metade do século XIX para abrigar a terceira Alfândega de Salvador, e situada num entorno urbano repleto de monumentos de destaque; sua função histórica, inicialmente como Alfândega dos tempos do Império e, posteriormente, já da República, e sua função atual, como principal centro de artesanato da cidade; e seu potencial turístico, sendo um dos principais pontos de visitação de Salvador, reconhecido nacional e internacionalmente.

 

O novo elemento introduzido foi à utilização do subsolo para explorar o potencial cênico de sua arquitetura, além da criação de uma área de exposição, utilizando recursos tecnológicos como ferramentas expositivas

 

 

 

 Mercado do Jardim Cruzeiro - 2017

 

 

 

Localização: Bairro Jardim Cruzeiro

Área: 739 m²

Status do Projeto: Concluído

Obra: Concluída

Descrição do projeto:  O Mercado Jardim Cruzeiro foi construído no terreno de antigos galpões em ruínas, situado à Rua Resende Costa, Vila Rui Barbosa, com o objetivo de ordenar a feira tradicional que estava ocupando a rua. O projeto reproduz a estrutura do galpão que existia, valorizando a estrutura metálica e privilegiando, através de planos escalonados, a iluminação e ventilação natural

 

 

 

Mercado da Liberdade - 2015

 

 

 

Localização: Bairro Liberdade

Área: 469 m²

Status do Projeto: Concluído

Obra: Concluída

Descrição do projeto:  O Mercado da Liberdade está localizado no Largo do Japão e foi implantado em numa área onde existia o antigo prédio da Cesta do Povo. O projeto tinha limitações de espaço para atender a demanda local, principalmente, por estar situado em uma área bastante ocupada pelo comércio informal e extensão da Feira do Japão. O projeto tem um total de 18 boxes e 66 barracas externas, varanda gourmet, administração, área para descarte de material.

 

 

 

Mercado de Periperi - 2014

 

 

 

Localização: Bairro Periperi

Área: 2.500 m²

Status do Projeto: Concluído

Obra: Concluída

Descrição do projeto: Até a construção do Mercado a feira de Periperi ocupava a Rua das Pedrinhas e as transversais, criando por sua vez, um grande conflito no tráfego da área, já bastante conturbado. É um projeto limpo, todo em estrutura metálica, totalmente aberto nas laterais o que permite a iluminação e ventilação natural. 

 

 

Mercado 2 de Julho – 2014

 

 

Localização: Bairro Dois Julho

 Área: 204 m²

 Área Urbanizada: 9.300 m²

 Status do Projeto: Concluído

 Obra: Concluída

 Descrição do projeto: Projetado para substituir o existente, que não comportava o número de vendedores que haviam ocupado o Largo 2 de Julho. Além da área coberta de boxes foi projetado um espaço para feira livre. Também foram inseridos no projeto: a urbanização das Ruas do Cabeça e da Forca, o entorno do mercado e a recuperação do mercado das Flores.

 

 

 

Mercado de Itapuã - 2014

 

 

 

Localização: Bairro Itapuã

 Área: 3.375 m²

 Status do Projeto: Concluído

 Obra: Concluída

 Descrição do projeto:  

 

O antigo mercado de Itapuã foi demolido em maio de 2013, uma vez que apresentava grande risco de desabamento, ameaçando a integridade da população e permissionários. Moradores de Itapuã e entorno foram prejudicados, pois perdiam um dos seus espaços mais tradicionais de comércio de hortifrutigranjeiro e de pescados, e os antigos permissionários passaram a comercializar os seus produtos em barracas de rua. O novo Mercado foi projetado para atender as diversas atividades que já haviam anteriormente, valorizando o centro gastronômica de comidas tipicamente baianas e a comercialização de peixes e mariscos.

 

Com uma arquitetura contemporânea, o projeto tem como diretriz a integração da edificação ao espaço exterior, com várias alternativas de acesso e integração visual; equilíbrio entre luminosidade e sombreamento que transmita sensação de proteção e conforto térmico; distribuição de espaços e volumes, com máximo de transparência para uma leitura clara das funções que abriga; varandas e terraço com vista para a praça e o mar, para todos os bares e restaurantes; cobertura leve, em membrana tensionada, que remete às velas dos tradicionais barcos de Itapuã.

 

 

 

Mercado São Miguel/Baixa dos Sapateiros - 2018 

 

 Localização: Bairro Nazaré

 Área: 1.882 m²

 Área do Urbanizada: 4.460 m²

 Status do projeto: Concluído

 Obra: Concluída

 Descrição do projeto: A localização do Mercado São Miguel - no entorno da poligonal de tombamento do Centro Histórico na margem da Avenida J.J. Seabra, corredor viário ocupado por edificações comerciais -, foram determinantes para a concepção da proposta. O projeto sugere a inserção de uma área arborizada, na intenção de criar um "pulmão verde" para aquele espaço, oferecendo aos moradores do bairro e da cidade mais um espaço de descanso e contemplação, contribuindo, também, para o microclima do local, no sentido de amenizar a aridez característica do corredor viário ali existente. A criação de um Pórtico, que também é utilizado para atividades comerciais, na entrada do mercado é um convite para visitação, além de manter a linha definida pelas fachadas existentes, preservando a ambiência do local. O projeto também prioriza a ventilação e iluminação natural - com os materiais de fachada crise e combogó -, e ressalta a importância de uma arquitetura mais sustentável com consciência ambiental e eficiência energética com utilização de água de reuso. Foram mantidos os espaços para as diversas atividades com o objetivo de conservar a tradição do centro de compras, sem abrir mão das necessidades arquitetônicas atuais, como os elementos de acessibilidade. É dotado também de espaço para atividade de capoeira e um santuário que resguarda a imagem de São Miguel, santo que empresta nome ao mercado.

 

 Mercado São Cristóvão - 2017

 

 

Localização: Bairro São Cristóvão

 Área: 746 m²

 Área Urbanizada: 786 m²

 Status do projeto: Concluído

 Obra: Concluída

 Descrição do projeto:  Situado na Avenida Eliomar Baleeiro, o projeto do Mercado de São Cristóvão tira partido da situação e condição topográfica de declividade do terreno, distribuindo o desenvolvimento da edificação em patamares, interligados entre si por rampas e escadas, promovendo funcionalidade e facilidade de deslocamento por toda e extensão da edificação. Prioriza a ventilação e iluminação natural na forma e distribuição das coberturas/estrutura, e a criação de planos em desníveis que permitem, por meio dos espaços abertos, a circulação do ar e iluminação direta, criação de áreas verdes e jardins que se distribuem ao longo de todo o espaço.

 

 

Mercado de Cajazeira - 2015

 
 

 

Localização: Bairro Cajazeiras

 Área: 3.971m²

 Status do projeto: Concluído

 Obra: Concluído

 Descrição do projeto: Situado no Bairro de Cajazeiras, o Mercado de Cajazeiras foi projetado como alternativa para reorganizar o comércio informal da região, principalmente o localizado na “Rótula da Feirinha” em Cajazeira X, contribuindo, dessa forma, para atenuar os impactos no trânsito do bairro. Após um incêndio, em junho 2017, que atingiu o pavimento superior, verificou-se a necessidade de reestruturar o uso desse equipamento para proporcionar   uma nova dinâmica ao local. Foi proposto para o espaço um Teatro/Centro Cultural para atender ao Programa “Boca de Brasa” - que visa fomentar a cultura na periferia, com foco na promoção da cidadania, por meio do incentivo às manifestações artísticas dos bairros da capital baiana. O restante do espaço está destinado à instalação de uma Prefeitura-Bairro, cuja função é prestar assistência e disponibilizar acesso a serviços diversos à população, contribuindo para dar maior movimento ao mercado e comodidade à população

 

 

Mercado dos Arcos do Bonfim- 2017

 

 

 

Localização: Bairro Bonfim

Área: 1.498 m²

Status do projeto: Concluído

Obra: Concluída

Descrição do projeto: O Mercado dos Arcos, situado sob a Ladeira do Bonfim, foi reativado de forma a promover e manter o processo de requalificação da área.

 

 

 

       OUTROS EQUIPAMENTOS URBANOS:

 

 

 

 

Centro Comunitário Mãe Carmem- 2017

 

 Localização: Bairro Federação

 Área: 201 m²

 Status do projeto: concluído

 Obra: Concluída

 Descrição do projeto:  O partido arquitetônico adotado para o Centro Comunitário Mãe Carmen do Gantois foi inspirado no Osé, ferramenta do Orixá Xangô, que representa um machado de duas lâminas, cujo formato permite que este elemento seja visível em qualquer posição do observador, tanto em vista aérea quanto terrestre. A representação do Osé é reforçada por ser um símbolo de justiça e pelo cunho social, comunitário e administrativo atribuído a esse Orixá.

 

O Centro Comunitário Mãe Carmen do Gantois tem formato em trapézio espelhado e o meio mais estreito que as extremidades, permitindo a inserção da circulação externa, além de resguardar as faces laterais de uma incidência solar mais direta. A utilização de materiais naturais conecta o edifício, enquanto objeto, e o integra com a natureza: matriz, base fundamental e elemento principal para o candomblé dentro da pluralidade de suas manifestações. Há também um deck/mirante descoberto, debruçado sobre a mata, que será utilizado como espaço para desenvolvimento de atividades ao ar livre. As áreas internas atendem ao programa de necessidades, esses espaços se comunicam com o exterior através de grandes panos envidraçados, atribuindo maior integração visual. Uma sala de uso múltiplo, sala de cursos, sala de percussão e depósito.

 

 

 

Teatro Boca de Brasa Cajazeira - 2017

 

 Localização: Bairro Cajazeiras

 Área: 450 m²

 Status do Projeto: Concluído

 Obra: Concluída

 Descrição do projeto: Localizado no 2º piso do Mercado de Cajazeira, o teatro tem capacidade para atender um público de 200 pessoas e tem na sua estrutura palco, camarim, foyer, sanitários, bilheteria e acessibilidade. Foi projetado um sistema de refrigeração específico para teatro de forma a não interferir na acústica.

 

 

 

Terminal da Barroquinha – 2019

 

Localização: Bairro Centro Histórico

Área: 12.600 m²

Status do Projeto: Concluído

Obra: Em execução

Descrição do projeto: O projeto do Terminal da Barroquinha, teve premissa de proporcionar uma melhor qualidade aos usuários deste espaço, agregando atrativos que possam cooperar também com um processo mais amplo de dinamização das atividades econômicas local. Para tanto, está previsto no projeto, a reestruturação total do espaço, das baias, pontos e abrigos para embarque e desembarque de passageiros, a transformação da área de estacionamento existente em uma grande praça pública com equipamentos de lazer e esportes, além da implantação de uma central de marcações médicas da Prefeitura. 

 

 

 

Aquidabã - 2019

 

 Localização: Bairro Centro Histórico (Baixa dos Sapateiros)

 Área: 7.100 m²

 Status do Projeto: Concluído

 Obra: A iniciar

 Descrição do projeto: A elaboração do projeto urbanístico buscou valorizar esse espaço público como local de confluência e convívio dos moradores, além do desenvolvimento de atividades lúdicas, culturais e esportivas. Assim é proposta a instalação de uma quadra poliesportiva, espaços de ginástica e um parque, além de locais de permanência e contemplação, como bancos e arquibancadas.

 

Seguindo o plano de ordenação da praça, foram propostos novos quiosques, com uma arquitetura simples, porém funcional e com acabamento em material colorido, trazendo vivacidade para o ambiente construído. Outro ponto significativo de organização é a construção de um estacionamento com 32 vagas para suprir as demandas dos comerciantes e frequentadores das regiões adjacentes.

 

 

 

Ecopontos de Federação, Bom Juá e Canabrava - 2019

 

Localização: Federação, Bom Juá, Canabrava

Área:  Canabrava: 2.271 m², Bom Juá: 1.236 m² e Federação: 1.142 m²

 Status do Projeto: Concluido

 Obra: Concluída

 Descrição do projeto: Este projeto, em sintonia com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei Federal Nº 12.305/2010), trata de locais de entrega voluntária de resíduos, cujo objetivo primordial é possibilitar sua destinação correta e evitar o descarte inadequado, a fim de reduzir danos ao meio ambiente e à qualidade de vida da população. Nesse sentido o projeto destaca-se não só por se estabelecer como uma importante ferramenta pedagógica no entendimento da responsabilidade compartilhada da comunidade com relação aos resíduos, mas, principalmente, por garantir uma gestão ambiental correta e complementar ao serviço público de coleta e manejo, já realizado pela LIMPURB.

 

 

 

Cemitério de Paripe – 2019

 

Localização: Bairro Paripe

Área: 226m²

Status do projeto: Concluído

Descrição do projeto: O cemitério municipal de Paripe não tem registro de qualquer reforma ou manutenção desde a sua construção. Diante das condições de degradação do imóvel optou-se por uma nova edificação, que garantisse as condições de dignidade necessárias a um cemitério. O projeto é constituído basicamente de uma administração, sanitários e duas salas para a velação. Foi também considerada no projeto a urbanização da área externa e acessibilidade.

 

 

 

 

 

Projeto de Requalificação do Abrigo Dom Pedro II

 

Localização: Bairro Boa Viagem

Ano: 2016

Área: 9.000,00m²

Status do Projeto: Concluido

Descrição do projeto: O objetivo do projeto foi restaurar o Conjunto Arquitetônico tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e requalificar os espaços para atender as diversas atividades pensadas para a edificação de destaque local, aliando-se a necessidade de criar um espaço agradável para moradores da região, visitantes de outros bairros e turistas, potencializado pelo Território Religioso.

 

Localizado na Avenida Luiz Tarquínio, no bairro da Boa Viagem, na Península de Itapagipe, o complexo arquitetônico conhecido como Abrigo D. Pedro II é um conjunto arquitetônico e paisagístico formado por sete pavilhões, construídos em diferentes épocas e com arquiteturas variadas, além do magnífico jardim que ocupa parte significativa do terreno. Deste conjunto, destaca-se o Solar Machado -  ou Palacete Machado -, maior e mais antiga edificação do conjunto, com 115,50 metros de comprimento e que, com sua monumentalidade e simetria, domina o conjunto.

 

 

Colônia de Pescadores

 

 

 

Localização: Amaralina, Pituba, Rio Vermelho, Piatã e Itapuã

Projeto: Concluído

Descrição do projeto: O espaço físico onde funcionavam estas colônias, inclusive onde também se fazia a comercialização de peixes eram bem precários. Os projetos destas colônias atenderam as necessidades dos pescadores, como a guarda de material do barco, área de convívio, boxes para comercialização dos peixes e marisco e sanitários. As áreas variam em função do número de pescadores associados em cada colônia.

 

 


 

Postos de Salva Vidas

 

 

Localização: Orla Atlântica

 

 
 

Ano: 2015

Projeto: Concluído

Descrição do projeto: Apesar da sua extensa orla e de algumas praias de mar agitado e de depressões que oferecem riscos aos banhistas, não há registro de equipamentos de salva vidas implantados no passado, que oferecessem conforto e visibilidade para os salvas vidas e, por outro lado, equipamentos que representassem aos banhistas pontos de referência e de segurança nas praias. Foram projetados 64 Postos de Observação, distribuídos na Orla Atlântica e 19 Postos de Referência com sanitário, que dão apoio aos Postos de Observação.