Tânia Maria Scofield Souza Almeida é graduada em arquitetura e urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal da Bahia (FAUFBA), onde também tem o título de Mestra em Urbanismo, e Pós Graduada em Desenvolvimento Urbano pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

 
 Com prêmios nacionais de melhor projeto de urbanização de favela e de melhor projeto para o desenvolvimento urbano do Subúrbio Ferroviário de Salvador, Tânia Scofield tem como suas principais áreas de interesse: habitação de interesse social, políticas públicas para o desenvolvimento urbano e planejamento, entre outras.

 

Desde 2013 ocupando o cargo de presidente da Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), Tânia Scofield, assina a coordenação técnica do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) do Município do Salvador /2016, que, além de identificar problemas estruturais da cidade, permite, na leitura dos seus habitantes, definir uma estratégia de ordenamento territorial, sendo um insumo e produto do planejamento do desenvolvimento do município nas dimensões físico-territorial, ambiental, econômica e cultural. Nesse âmbito, a dimensão territorial é aquela de maior destaque entre todas as relacionadas.

 

Destaque importante da gestão de Tânia Scofield à frente da FMLF é a coordenação do Plano Salvador 500, lançado, em meados de 2014, Prefeitura Municipal, e que pode ser resumido em uma ideia: planejar agora a Salvador que queremos daqui a 35 anos. Ou seja, é um plano traçado hoje para ser implementado ao longo dos anos, de forma que em 2049 o objetivo seja alcançado. Salvador será nesse período uma cidade em constante transformação, uma cidade que caminhará para ser cada dia melhor para todos que aqui vivem.